Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

TERRA MOLHADA

PROMESSA DE FRUTOS MADUROS, DE ABUNDANTES COLHEITAS... BÊNÇÃO DAS PRIMEIRAS CHUVAS DE VERÃO... DOCE PERFUME DE TERRA MOLHADA...

TERRA MOLHADA

PROMESSA DE FRUTOS MADUROS, DE ABUNDANTES COLHEITAS... BÊNÇÃO DAS PRIMEIRAS CHUVAS DE VERÃO... DOCE PERFUME DE TERRA MOLHADA...

VEREDAS DE DÚVIDA...

Caminho pelo caminho de verde vestido

Onde as árvores trocam abraços

E a erva das bermas me afaga os passos

Inseguros sem rumo perdidos

 

E no silêncio da vereda atapetada

Julgo ouvir maviosa a tua voz

Afagas-me ausente por isso é atroz

O imaterial afago a carícia inventada

 

Então hesito vacila-me o caminhar

Será que te encontro seguindo em frente

Ou tu existes só na minha mente

E faça o que fizer nunca te vou achar

 

Que vale o verde que veste o caminho

E os abraços entre as árvores trocados

E a erva das bermas com seus afagos

Se não é rumo a ti que eu caminho

 

(26-10-2008)

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.